Violência na universidade e na escola indígena;
desvalorização da sabedoria indígena nas escolas

Nas universidades há muito preconceito e racismo institucional enraizado, pedimos respeito e acolhimento aos acadêmicxs indígenas. De acordo com os relatos colhidos pela Kuñangue Aty Guasu, o saber tradicional é negligenciado, sofrendo preconceitos e boicotes não só no ensino superior, mas também na educação básica. Muitas das nossas crianças indígenas que estão em áreas de retomadas não estão estudando, enfrentamos o preconceito e discriminação a ponto de as prefeituras negarem a construção de escolas em nossos Tekohas!